A Indústria 4.0 vem sincronizando o mundo físico com o mundo virtual e gerando oportunidades nunca vistas de maior produtividade e eficiência, otimizando todos os níveis de produção, incluindo o setor de fundição. A transformação digital está ocorrendo em todas as esferas – seja indústria, governança, entrega de vários serviços, cidades inteligentes, casas inteligentes ou transporte.

As tecnologias e culturas que impulsionam a Indústria 4.0 são os 6 Cs, ou seja:

  • Conexão – sensores e redes
  • Cloud – computação e dados sob demanda
  • Cyber ​​- modelo e memória
  • Conteúdo – significado e correlação
  • Comunidade – compartilhamento e colaboração
  • Customização – personalização e valor

Os principais fatores de sucesso são adotar uma visão holística; implantar a digitalização com foco na gestão e na importância estratégica, alterar os fluxos de trabalho para transformar a maneira como fazemos as coisas e contar com uma nova força de trabalho e parceiros.

Além disso, existem vários outros aspectos a serem considerados. É muito importante analisar o retorno sobre o investimento (ROI). No mundo digital nada é impossível, mas sem o ROI adequado, essas tecnologias podem não ter relevância significativa. Deve haver um caso de negócios adequado à operação individual.

Há também um novo desafio de segurança. Assim que a máquina é conectada ao mundo externo, ela fica exposta a ameaças de segurança. À medida que avançamos, vemos mais e mais equipamentos se comunicando entre si e capazes de operar sem intervenção humana, permitindo que os colaboradores mudem seu foco da operação para a supervisão e manutenção.

A Indústria 4.0 está apenas em seu estágio inicial para o setor de fundição. A comunicação básica de máquina para máquina já está em uso há algum tempo e empresas querem explorar ao máximo essas tecnologias. Muito mais precisa ser feito tanto do lado do fornecedor quanto do cliente para usar totalmente o potencial da Indústria 4.0. Do lado do fornecedor, tecnologias e conhecimentos corretos devem ser desenvolvidos e os clientes devem entender o valor esperado da Indústria 4.0. A implementação dessas tecnologias em fundições começará com soluções localizadas e mudará para aplicativos em nuvem (cloud) gradualmente, resultando em melhor conectividade entre fundições e fornecedores.

O futuro está próximo

Podemos ainda estar alguns anos longe de um setor de fundição verdadeiramente automatizado, mas já existe tecnologia disponível para alcançar muitos dos benefícios que veremos no futuro.

Por exemplo, o maquinário de uma fundição já pode ser monitorado remotamente por meio de sistemas de controle baseados em nuvem, dando acesso completo aos dados da máquina e, se necessário, o controle remoto de certos elementos é possível. Também usando tecnologias como RFID (identificação por radiofrequência), podemos automatizar o controle de várias máquinas. Por exemplo, em misturadores de areia, é possível fornecer a receita e a quantidade exatas da areia, juntamente com a sequência de enchimento totalmente automática – este nível de controle pode reduzir o desperdício e melhorar a qualidade geral da fundição. Como esse processo é automatizado, torna-se mais fácil registrar as informações de produção e o uso de materiais porque os dados são automaticamente agrupados e armazenados, e podem ser acessados remotamente em um dispositivo de qualquer lugar do mundo.

Tudo à vista em todos os momentos

Para a Eirich, o futuro já chegou e nossos clientes podem contar com sistemas. QualiMaster AT1 e SandExpert, que através de monitores embarcados ao longo da cadeia de processamento que permitem a exibição gráfica das condições reais dentro do ciclo de preparação do material de moldagem, bem como os registros de lote e consumo. Em cada uma das telas, a equipe pode acompanhar o funcionamento e ver a condição real e a qualidade do material de moldagem. Quando as mensagens são exibidas, o operador decide como proceder e que medidas tomar. Para garantir a segurança, o acesso total às informações é restrito ao gerente de turno na sala de controle e ao gerente de produção por meio de seu monitor, ou a outros colaboradores cujos supervisores considerem interessante liberar o acesso.

Por meio da função de telesserviço, a Eirich também pode acessar o sistema de visualização e controle, bem como os dados atuais, a qualquer momento. “Sempre há alguém disponível quando necessário, isso é útil”, diz um cliente, reconhecendo que o tempo gasto em reparos e paralisações pode ser reduzido ao mínimo.

Objetivo final

O objetivo final é uma fundição totalmente integrada, com um sistema de controle e de preparação de areia de moldagem centralizado. E, também que, usando sistemas integrados ERP, a fundição gerencie sua cadeia de suprimentos e necessidades de produção automaticamente. As máquinas se comunicam entre si e com a cadeia de suprimentos, fazendo pedidos de matérias-primas e planejando a produção para atender aos prazos de entrega. O equipamento, então, trabalha em conjunto da maneira mais eficiente para atender aos requisitos do cliente.

Isso não significa o fim do envolvimento humano, mas exige um conjunto diferente de habilidades, e por isso é importante ter uma força de trabalho capaz de compreender e lidar com esse avanço da tecnologia. Conheça mais as nossas soluções de controle – a nossa tecnologia de controle 4.0.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tags

62º CBC 7th ICC abceram abividro abravidro agribusiness agritech agro agroindustria agronegócio agronegócios alimenticio alimentos Aproveitamento de resíduos areia de moldagem areia verde argamassa baterias bebidas bndes bndes-finame Cerâmica cerâmica de revestimentos cerâmica-técnica cerâmicos classificação coating cominuição Concreto Congresso Brasileiro de Cerâmica construção coprodutos coronavirus covid-19 descarte de resíduos diatomitos dissolução economia nos custos de produção eirich eirichbrasil EirichGroup embalagens equipamentos equipamentos industriais eventos expomin2016 exposibram2017 farma farmacêutico fenaf2024 fertilizante granulado Fertilizantes fertilizantes-npk fispal Fispal 2019 fispal2018 fispaltecnologia força de trabalho fundição granulação indústria 4.0 industria alimentícia indústria de alimentos indústria vidreira industria-cerâmica insdústria International Congress on Ceramics ISO 22000 ISO 9001 manutenção preventiva materiais de construção meio ambiente metalurgia micropelotização mineração minériodeferro minérios de ferro mistura mistura de fertilizantes mistura intensiva mistura-industrial misturador misturador de alimentos misturador de dissolução misturador de laboratório misturador horizontal misturador para argamassa misturador para fertilizantes misturador para refratários misturador-eirich misturador-industrial misturador-intensivo misturadoras misturadores misturadores industriais misturadorintensivovertical moagem moagem-fina modernização modernização de plantas moinhovertical npk nutrientes OptimaBlend pelotização planta industrial plantas industriais processos-de-mistura processos-industriais produção qualidade da areia qualidade do molde químico reciclagem recuperação de resíduos Recursos Humanos redução de custos redução de emissões reduçãodeminérios refratários resíduos resíduos sólidos retrofit revestimentos ribbonblender separação setor de mineração Setor pet siderurgia sinterização tecnologia Tecnologia de Controle Eirich tecnologia de mistura tecnologia-eirich tendências tintas towermill tratamento de superficies vidro vidro oco vidro plano vidro técnico vidros
mostrar todas as tags