Eirich do Brasil
eirich@eirich.com.br

Saiba quais tecnologias de granulação transformam pó em granulado 14/08/2020

Sem comentários

Na produção de fertilizantes, a granulação é um processo em que as partículas primárias de pó são misturadas e aderidas para formar objetos maiores de múltiplas partículas, os chamados grânulos. A granulação, processo de aumento de partículas pela técnica de aglomeração, é uma das operações mais significativas na produção de fertilizantes. O processo de granulação transforma pós finos em grânulos livres de poeira e de fluxo livre que são fáceis de comprimir.

No entanto, a granulação apresenta numerosos desafios devido à exigência de alta qualidade dos grânulos formados em termos de distribuição ótima de micronutrientes e aditivos, uso de matérias-primas primárias e secundárias, diâmetro e revestimentos funcionais, juntamente à estabilidade física e química do fertilizante. O processo de granulação pode ser dividido em dois tipos: granulação úmida, que utiliza um líquido no processo e granulação seca, que não requer líquido.

O que é granulação úmida – Granulação úmida é o processo no qual a formação de grânulos é feita adicionando um líquido de granulação. Aqui, um fluido de granulação é usado para formar uma massa de partículas de pó.

O que é granulação seca – Granulação seca é um processo em que nenhum componente líquido é usado na formação de grânulos, e usado para compostos extremamente sensíveis à umidade e ao calor. Como nenhum líquido é usado, o processo requer a compactação e a densificação do composto em pó fino para convertê-lo em grânulos. Na granulação seca, o pó do composto é agregado usando uma alta pressão.


Confira as principais diferenças entre as duas tecnologias:

 

Granulação ÚmidaGranulação Seca
Granulação úmida é o processo de formar grânulos adicionando uma solução líquida – o fluido de granulaçãoGranulação seca é o processo de formar grânulos sem o uso de qualquer tipo de solução líquida
Envolve a aglomeração de uma mistura de partículas de pó secas usando um fluido de granulação, passando por uma peneira onde serão formados os grânulosEnvolve a compressão direta de pó fino moído
Requer partículas de pó secas, fluido de granulação e peneirasRequer partículas de pó finas e prensas para grânulos ou compactador de rolo
Necessário para evitar a destruição de componentes ativos no póNecessário para a produção de grânulos a partir de compostos altamente sensíveis à umidade e ao calor

 

E, agora, veja algumas das vantagens e desvantagens de cada tecnologia:

Granulação úmida

Vantagens

  • Melhora as propriedades de fluxo dos materiais
  • Melhora a compressão e densificação do material
  • Fácil de obter uma mistura homogênea
  • Reduz a poluição do ar do processo devido à adição de líquidos, evitando poeira
  • Reduz a geração de carga estática

Desvantagens

  • Se o sistema não for bem testado, a instalação inicial pode ser cara
  • Processo complexo que pode ser difícil de controlar
  • Para materiais sensíveis à umidade / calor, pode causar instabilidade

Granulação seca

Vantagens

  • Eliminação da exposição à umidade e, portanto, não há necessidade de secagem
  • Menos equipamento, tempo e espaço necessários
  • Remove o custo / necessidade da solução do aglutinante
  • Melhora a compressão e densificação do material
  • A resistência mecânica do produto é uniforme

Desvantagens

  • Formação de poeira no ambiente e contaminação potencial
  • Altas forças podem ser prejudiciais para alguns compostos ativos
  • Perda da compressibilidade disponível para compactação do grânulo
  • Necessidade de maior investimento inicial (CAPEX)

Equipamentos determinam a qualidade do fertilizante granulado

O tamanho e a forma do fertilizante granulado têm influência direta nas suas propriedades, fundamentais para atender com eficiência aos requisitos do cliente, seja para o agronegócio, viveiros de plantas ou jardinagem.

Os projetos desenvolvidos com os equipamentos Eirich garantem:

  • Definição individual de granulometria
  • Faixa granulométrica (por exemplo, 2 a 4 mm) e alto rendimento
  • Otimização da forma e estrutura da superfície do granulado
  • Revestimento com agentes químicos antipoeiras, gesso e mistura de pigmentos
  • Umedecimento com agentes anti-aglomerantes e hidrofóbicos
  • Uso de minerais neutralizantes de odor, como zeólitos e adsorventes
  • Influência sobre o aspecto e comportamento das fibras vegetais
  • Redução de poeira ao mínimo

Além disso, o nosso sistema de mistura com soluções customizadas permite que sejam executados diversos processos – mistura, reação, granulação ou revestimento – em um só equipamento.

Nosso conceito de sistema é pensado desde o recebimento de matérias-primas, identificando todos os detalhes de cada cadeia de produção de fertilizantes, atendendo aos mais complexos requisitos, como a aplicação de revestimentos funcionais aos granulados, controlando a liberação de nutrientes.

Como o sistema é todo realizado em um único equipamento, é possível processar fórmulas diversas na mesma linha de produção e também alterar os parâmetros da máquina no processo de granulação. Esses grânulos, com variados diâmetros, podem então ser recobertos com revestimentos funcionais no mesmo misturador. Para o cliente, essas e outras funcionalidades em um único equipamento oferecem mais confiabilidade, agilidade e economia.

O sistema exclusivo de mistura Eirich pode aumentar a produtividade e a qualidade de seu fertilizante, quer saber mais?
Entre em contato com nossos especialistas: 55 (11) 4619-8908 ou clique aqui.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *