Eirich do Brasil
eirich@eirich.com.br

O que deve impulsionar a indústria de fertilizantes nos próximos anos 08/08/2020

Sem comentários

A pandemia do Coronavírus está afetando toda a economia global, e o futuro ainda é incerto para muitos setores. Mas, quando falamos em agronegócio, as previsões de organizações governamentais e de consultorias são até bem otimistas para o Brasil, por conta, principalmente, da valorização do dólar e da guerra comercial entre Estados Unidos e China.  

Globalmente, em meio à crise, a segurança alimentar e a distribuição de gêneros alimentícios são oficialmente reconhecidas como um “bem essencial” e, mesmo antes de impactar o consumo final, qualquer interrupção na cadeia de suprimentos afetaria os agricultores desde o início do processo de produção de alimentos. 

Isso significa que uma escassez de insumos essenciais, como fertilizantes, teria consequências incomensuráveis no plantio, no desenvolvimento da atual colheita e na colheita futura. Uma escassez também impactaria a renda dos agricultores e, portanto, sua capacidade de investir em insumos para as próximas safras de plantio e colheita. Por isso, governos, em cooperação com a cadeia de valor de fertilizantes e os agricultores, precisam garantir que a atual crise de saúde não leve a uma crise alimentar, mantendo o acesso e a entrega adequada de fertilizantes e outros insumos essenciais.  

Isso só pode ser alcançado priorizando os insumos agrícolas e categorizando também os serviços da cadeia de suprimentos como essenciais e indispensáveis. A logística indispensável inclui todas as atividades que permitem o fluxo de insumos agrícolas, como transporte, armazenamento, suprimento, embalagem, gerenciamento de estoque e serviços de distribuição e varejo, além de todos os controles de qualidade necessários. 

Segundo a ANDAV (Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários), o Brasil importa cerca de 80% de seus fertilizantes que precisam chegar ao campo, em geral distante dos portos por onde são descarregados esses insumos. Mas especialistas da associação acreditam que não haverá problemas nesse processo durante a pandemia e acreditam que o máximo que pode acontecer é uma maior demora na entrega dos insumos.  

Previsões para o cenário brasileiro pós-pandemia no setor de fertilizantes 

 Os fertilizantes desempenham um papel importante no desenvolvimento das culturas, fornecendo os nutrientes necessários para o crescimento das plantas. Como resultado, eles também podem melhorar a qualidade das culturas. 

Além disso, os fertilizantes também ajudam a melhorar o rendimento das culturas dos agricultores. Essa vantagem é um dos requisitos mais fundamentais para fazer a ponte entre uma população humana cada vez maior e terras aráveis limitadas, o que os faz se tornarem indispensáveis para manter o bom desempenho do setor agropecuário. 

Aliás, o setor agropecuário é o único, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a apresentar crescimento positivo (6%) no primeiro trimestre de 2020 em comparação ao quarto trimestre de 2019. A previsão é de que o setor feche o ano com alta de 2,5%, apesar da pandemia.  

Especificamente sobre o setor de fertilizantes, a ANDA (Associação Nacional de Difusão de Adubos) prevê que as entregas de 2020 serão até 3% superiores às de 2019. A associação destaca que no acumulado de abril, a média diária de importação de adubos e fertilizantes foi de 107,42 mil toneladas, um aumento de 53,33% se comparado ao mesmo período de 2019.   

Complementando o cenário favorável, segundo analistas da TCP Partners, as indústrias do setor de fertilizantes deverão manter-se resilientes, porque entregam itens indispensáveis para a produção agrícola. Os economistas também apontam um provável aumento de preços, por conta da desvalorização do real frente ao dólar. A melhor notícia é que a consultoria coloca o setor do agronegócio como fundamental para a recuperação da economia brasileira, garantindo 100% do abastecimento interno e suprindo o mundo com alimentos no cenário pós-pandemia. 

Fertilizantes são fundamentais para a produção agrícola 

 De fato, nesta crise atual, é ainda mais imperativo não apenas lembrar o importante papel dos fertilizantes para a segurança alimentar (produzindo calorias suficientes), mas também enfatizar seus benefícios para a saúde humana, ajudando a fornecer todos os nutrientes essenciais que o corpo humano exige.  

Embora seja amplamente aceito que, sem fertilizantes, a atual produção agrícola global seria reduzida pela metade, as evidências científicas também demonstram que o gerenciamento de nutrientes das plantas pode aumentar os componentes de alimentos e rações à base de plantas que promovem a saúde.  

Como as plantas são a principal fonte de nutrientes para humanos e animais, existe uma ligação direta e indireta entre a aplicação mineral de macro e micronutrientes nas plantas e na nutrição animal e humana: a nutrição humana não depende apenas da produção agrícola, mas também do nutriente, densidade e qualidade das plantas consumidas diretamente (ou indiretamente através dos animais). Nesse sentido, os fertilizantes não apenas contribuem para o fornecimento de calorias, mas também são nutrientes essenciais para a saúde humana. 

Assim, embora as mudanças provocadas do COVID-19 sejam desafiadoras, todos os participantes da cadeia de valor de fertilizantes, desde produtores a comerciantes, distribuidores e varejistas, devem se empenhar em fazer todo o possível para garantir um suprimento adequado de produtos de nutrição vegetal e minimizar as interrupções no processo.

Oferecemos soluções inovadoras para a produção de fertilizantes e apontada como a parceira ideal pelo setor. Independentemente do tamanho do projeto, fornecemos soluções completas, desde sistemas de mistura e granulação autônomos até plantas completas para a produção de fertilizantes. Com a tecnologia inovadora de preparação Eirich, não importa a matéria-prima utilizada para a produção de fertilizantes ou corretivos de solo, a chave do sucesso está no processo econômico de preparação. O objetivo é acompanhar nossos clientes desde a seleção da matéria-prima até a produção do fertilizante sustentável.

Fertilizantes são produzidos a partir de matérias-primas primárias – misturas complexas de minerais – e secundárias – materiais residuais orgânicos e inorgânicos. E como a tecnologia desenvolvida pela Eirich pode misturar um amplo range de consistências e ajustar a distribuição granulométrica de acordo com a necessidade do seu processo de produção de fertilizante, em muitos casos isso elimina as etapas complexas e demoradas do processo. Entre em contato e saiba mais como podemos otimizar a sua produção de fertilizantes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *